23 de out de 2009

Itaú Rumos Jornalismo Cultural divulga resultados

Itaú Cultural divulgou hoje a lista dos vencedores do Rumos Jornalismo Cultural 2009-2010 , do qual participei como membro da comissão julgadora na carteira Professor. Parabéns a todos!

Doze universitários e oito professores de Comunicação Social compõem o novo grupo de selecionados no Rumos Jornalismo Cultural, que recebeu 285 inscrições
de 125 faculdades de todo o país


Foram selecionadas 12 reportagens na carteira Estudante - entre as categorias Mídia Impressa, Mídia Audiovisual, Mídia Sonora e Web-reportagem – e oito textos na carteira Professor. A terceira edição do programa recebeu 285 inscrições – contra 238 da edição anterior, 2007-2008, de 125 faculdades de 91 cidades. A seleção em ambas as carteiras se deu por comissões autônomas, formadas por especialistas na área e pelo gestor do programa, o jornalista Claudiney Ferreira, representando o Itaú Cultural.

Nesta edição do Rumos Jornalismo Cultural, somente Amapá e Rondônia não enviaram inscrições. Dos 25 estados representados, 10 tiveram contemplados: Bahia, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. Rio de Janeiro foi o estado com o maior número de contemplados – quatro –, seguido por Rio Grande do Sul e São Paulo, com três, cada; Bahia, Maranhão e Paraíba, com dois; e Mato Grosso do Sul, Minas, Piauí e Santa Catarina, com um.

Entre as peculiaridades da edição 2009-2010 do Rumos Jornalismo Cultural está a faixa etária dos selecionados, que diminuiu em relação à edição anterior (tanto na carteira Estudante, quanto na Professor): neste ano, os estudantes selecionados têm em 19 e 23 anos, enquanto os de 2007 tinham idades entre 19 e 27; já os professores desta edição têm entre 29 e 47 anos, e os de dois anos atrás tinham entre 28 e 57. Outra particularidade deste ano é a presença pela terceira vez consecutiva de selecionados da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) na carteira Estudante – a universidade foi a única a ter contemplados em todas as edições do programa. Já a Universidade Federal da Paraíba foi a única desta edição a ter aluno e professor selecionados, depois de ter um professor selecionado em 2007; as universidades federais de Santa Catarina (UFSC), Mato Grosso do Sul (UFMS), Rio de Janeiro (UFRJ) e a Universidade Estadual Paulista (UNESP) tiveram alunos contemplados pela segunda vez consecutiva, enquanto o Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH) comparece com um professor, como na edição passada.

Selecionados Rumos Jornalismo Cultural 2009-2010:

CARTEIRA ESTUDANTE

CATEGORIA MÍDIA IMPRESSA

Emerson Cunha (UFPB - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa/PB), 20 anos, é amante das objetivas e do realismo fantástico. Estagiou no jornal O Norte, é membro do Clube do Conto da Paraíba, participa do Coletivo de Estudantes COMJunto, na UFPB, e do Projeto Cinestésico, onde realiza pesquisas sobre a produção audiovisual paraibana. Selecionado pela reportagem “Era a luz que escrevia naqueles papeis”.

Eron Rezende (UFBA - Universidade Federal da Bahia, Salvador/BA), 20 anos, chegou a cursar Letras, mas logo descobriu o Jornalismo. Colaborou para a Revista Rabisco e foi um dos organizadores do Festival CUCO, o primeiro festival brasileiro de cinema totalmente on-line. Integra a equipe do Laboratório de Fotografia da UFBA e escreve no blog Mallarmé with Scissors. Selecionado pela reportagem Da Guerra Fria ao Hype.

Jessé Torres (UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina - Florianópolis/SC), 19 anos, foi estagiário na 8ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis e em um portal de notícias on-line. Interessa-se por jornalismo cultural na web, redes sociais, fotografia e vídeo. Selecionado pela reportagem Polaroid, a Fênix da fotografia.

Giovana Penatti (Unesp - Universidade Estadual Paulista, Bauru/SP), 19 anos, foi repórter de cultura do NJ Notícias (webrádio Unesp Virtual), da revista virtual Livrevista e do site Webciência. Participa do programa Pira21 (rádio Educativa FM), é colunista de moda na revista virtual Tribos Brasil e faz treinamento como âncora de telejornal. Reside em Piracicaba/SP. Selecionada pela reportagem O que é que o caipira tem?

Letícia Queiroz (UFF - Universidade Federal Fluminense, Niteroi/RJ), 20 anos, nasceu e cresceu no subúrbio carioca de Madureira. Ao ingressar na faculdade, mudou-se para Niterói. É cinéfila e acredita que o único meio de mudar uma dura realidade seja por meio da arte. Selecionada pela reportagem Cultura no subúrbio do Rio de Janeiro.

Rafael Pereira (UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro/RJ), 19 anos, é um jovem pós-moderno que só se acha no Rio de Janeiro. Adora cinema, literatura, filosofia, teatro, internet, festas, corrida, natação, ciclismo e praia. Trabalha numa ONG e é bolsista de iniciação cientificado CNPQ. Selecionado pela reportagem Por uma mecânica quântica.

CATEGORIA MÍDIA AUDIOVISUAL

Andréa Barros (UFMA - Universidade Federal do Maranhão, São Luís/MA), 20 anos, estagia há oito meses na Assessoria de Comunicação da UFMA. É, acima de tudo, uma amante da cultura maranhense. Selecionada pela reportagem Nas costas da minha mão.

Luana Lazarini Loureiro (Univap - Universidade do Vale do Paraíba, São José dos Campos/SP), 19 anos, estagiou no ITA - Instituto Tecnológico de Aeronáutica como publicitária e assessora. Foi, também, videorreporter do programa Fiz+Sotaques, no FizTv. Atualmente é repórter e editora de arte da revista eletrônica OLHE!, da Univap e Assessora de Imprensa na Santa Casa. Selecionada pela reportagem Divulgação de Audiovisual em São José dos Campos.

CATEGORIA MIDIA SONORA

Beatriz Deruiz (UFMA - Universidade Federal do Maranhão, São Luís/MA), 20 anos, estagia na Rádio Universidade FM e trabalha como produtora na Guilherme Frota. Em 2008 escreveu duas biografias para a revista Memórias Biográficas que é vendida anualmente no Congresso de Jornalistas e Radialistas do Maranhão. Selecionada pela reportagem Tambor de Crioula, ritmo da terra.

Karina Costa (UFBA - Universidade Federal da Bahia, Salvador/BA), 23 anos, é repórter da Assessoria de Comunicação da UNEB (Universidade do Estado da Bahia). Foi monitora de fotografia no Laboratório de Fotografia na Faculdade de Comunicação da UFBA. Publica reportagens em jornais e livros e edita vídeo - documentários. Reside em Simões Filho/BA. Selecionada pela reportagem Farinhada.

CATEGORIA WEB-REPORTAGEM

Elinara Barros (UFPI - Universidade Federal do Piauí, Teresina/PI), 21 anos, participa como ouvinte do Núcleo de Pesquisa em Jornalismo e Comunicação da UFPI. Em 2009 participou do INTERCOM Nordeste, sediado na universidade e, no ano anterior, da Semana de Comunicação da UFPI e da II Semana de Comunicação do CEUT. Selecionada pelo blog Seu Agenor e conservação do folclore piauiense.

Laryssa Caetano (UFMS - Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Campo Grande/MS), 22 anos, trabalhou com pesquisas em ciberjornalismo, colaborou para a UNESCO na América Latina, foi monitora de Teoria da Comunicação e estagia em TV na área rural. Atualmente trabalha com o tema 'qualidade de conteúdo televisivo' com a Universidade Autônoma de Barcelona e ensaia estudos em folkcomunicação. Selecionada pelo blog Lendas e folclore da cultura pantaneira.

Comissão de Seleção - Carteira Estudante

Antonio Achilis Alves da Silva é jornalista com pós-graduação em Gestão Estratégica da Informação. Atuou em diversos órgãos da imprensa, além de ter dado aula de jornalismo na PUC-MG e na UniBH na capital mineira. Acaba de se afastar da presidência da Rede Minas e da ABEPEC (Associação Brasileira das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais), para desenvolver projetos na área de formação profissional na TV digital.

Everton Constant é jornalista do portal Terra (parceiro do Rumos Jornalismo Cultural),responsável pelo gerenciamento do serviço de Conteúdo e Operação de internet TV do Terra na América Latina. Tem passagens pelas Redes Bandeirantes, Record, Globo e Manchete, além do jornal Gazeta Mercantil . Foi professor dos cursos de jornalismo da Senac e Faculdade Casper Libero, em São Paulo/SP..

José Castello é jornalista e escritor. Carioca radicado em Curitiba, é colunista do Prosa & Verso, de O Globo. Colaborador do Valor Econômico, das revistas Bravo! e Época e do mensário Rascunho. Autor de vários livros, entre eles João Cabral: O Homem Sem Alma/Diário de Tudo (2006), Inventário das Sombras (1999), Vinicius: O Poeta da Paixão (1993), e A Literatura na Poltrona/Jornalismo Literário em Tempos Instáveis (2007).

Marialva Barbosa é professora de comunicação na UFF - Universidade Federal Fluminense, em Niterói/RJ. Mestre e Doutora em História pela UFF, e pós-doutora em Comunicação pelo LAIOS-CNRS, Paris, França. É também Diretora Científica da INTERCOM (Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, parceira do Rumos Jornalismo Cultural) e Presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores de História da Mídia - ALCAR. Autora do livro História Cultural da Imprensa - Brasil 1900-2000.

Claudiney Ferreira é jornalista, gestor do Núcleo Diálogos do Itaú Cultural, responsável pelo Rumos Jornalismo Cultural.

CARTEIRA PROFESSOR

Aline Strelow (UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre/RS), 29 anos, possui graduação em Jornalismo pela PUC-RS, mestrado e doutorado em Comunicação Social pela mesma instituição. É pesquisadora de comunicação e jornalismo, com ênfase nos seguintes temas: jornalismo especializado, comunicação e cultura, metodologias de pesquisa em comunicação e jornalismo, teorias da comunicação e do jornalismo, história da comunicação e jornalismo e literatura. Selecionada pelo texto Jornalismo Cultural: uma proposta para a formatação da disciplina.

Ana Gruszynski (UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre/RS), 43 anos, é jornalista, designer gráfica e ilustradora. É doutora em comunicação e desenvolve pesquisas na área design, produção editorial, imagem e tecnologia. Faz parte do corpo docente da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação da UFRGS e é pesquisadora do Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq). Selecionada pelo texto Entre palavras, imagens e diagramas: o lugar do design na formação do jornalista cultural.

Bernardete Toneto (Unicid – Universidade Cidade de S.Paulo, São Paulo/SP), 47 anos, é professora e jornalista, com trabalhos em revistas, diários, semanários, rádio e televisão. Autora de livros com temáticas sociais para crianças e adolescentes. Mestre em Comunicação e Cultura, pelo Programa de Pós-graduação em Integração da América Latina, pela Universidade de São Paulo (USP) e membro do Centro de Estudos Latino-americano de Comunicação e Cultura (Celacc). Selecionada pelo texto “Formação em cultura para jornalistas no cenário da mídia radical e da pedagogia por projetos”.

Leonardo Cunha (UniBH - Centro Universitário de Belo Horizonte/MG), 43 anos, é doutorando em Cinema (UFMG). Mestre em Ciência da Informação (UFMG), graduou-se em Jornalismo e em Publicidade (PUC-MG). Professor do UNI-BH desde 1997, no curso de Jornalismo e na pós em Comunicação e Cultura. Professor da PUC-MG, na pós em Produção e Crítica Cultural. Autor de mais de 40 livros, de literatura infantil e juvenil e de crônicas. Selecionado pelo texto A crítica na grande imprensa: entre o óbvio e as altas aspirações.

Sandra Machado (Universidade Veiga de Almeida, Rio de Janeiro/RJ), 45 anos, é escritora e mestre em Comunicação & Cultura pela UFRJ. Foi repórter e produtora na revista Manchete, jornal Extra, TV Globo, site do Shoptime e na rádio SFB4 em Berlim, Alemanha. Publicou o livro de contos Berlim, 40 Graus, em 1999. Mantém o blog Quase Sociopata - www.influxo.org/quasesociopata. Selecionada pelo texto Beco dos Garranchos, uma experiência literário-jornalística.

Soraya Venegas (Unesa - Universidade Estácio de Sá, Niteroi/RJ), 45 anos, é doutora em Comunicação e Cultura pela UFRJ. Coordena o curso de Jornalismo da Unesa, onde orienta monografias, atua como docente na área de fotografia e, na pós-graduação em Jornalismo Cultural, ministra a disciplina Teoria da Imagem e ainda supervisiona produtos laboratoriais em mídia impressa, rádio e TV. É tutora da FGV Online e desenvolve pesquisa de pós-doutorado no PPGCom-UFF. Selecionada pelo texto Em tempos de cultura de imagem, imagem é cultura: reflexões sobre o uso da teoria da imagem na pós-graduação em jornalismo cultural.

Thiago Soares (UFPB - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa/PB), 32 anos, é jornalista, editor de suplementos da Folha de Pernambuco, doutor em Comunicação e Cultura Contemporâneas (UFBA) e mestre em Teoria da Literatura (UFPE). Professor adjunto do Departamento de Comunicação e Turismo da UFPB, é autor do livro Videoclipe - O Elogio da Desarmonia (2004). Pesquisa assuntos ligados à produção audiovisual, jornalismo e fotografia. Reside em Jaboatão dos Guararapes (PE). Selecionado pelo texto Jornalismo Cultural em tempos de cultura liquida.

Vitor Necchi (PUC-RS - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre/RS), 39 anos, é Mestre em Comunicação Social (PUCRS) e jornalista (UFRGS). Leciona disciplinas relacionadas a mídia impressa, texto jornalístico, jornalismo literário e jornalismo cultural. É editor da revista Norte. Já foi repórter, chefe de reportagem e editor assistente do jornal Zero Hora, atuando nas editorias Geral, Segundo Caderno e Pesquisa. Selecionado pelo texto Jornalismo Cultural e a Formação Universitária.

Comissão de Seleção – Carteira Professor

Marcos Palacios é jornalista e doutor em Sociologia pela Universidade de Liverpool. Atualmente é professor do curso de Comunicação Social na UFBA – Universidade Federal da Bahia, em Salvador. Criador, juntamente com o Prof. Elias Machado, do Grupo de Pesquisa em Jornalismo Online (GJOL), um dos grupos pioneiros no estudo do ciberjornalismo no Brasl (1998).

Mirna Tonus é jornalista e professora no curso de Comunicação Social da UFU - Universidade Federal de Uberlândia (MG), Mestre em Educação e Doutora em Multimeios. É ainda vice-diretora Editorial e de Comunicação do FNPJ (Fórum Nacional de Professores de Jornalismo, parceiro do Rumos Jornalismo Cultural), gestão 2008-2010.

Claudiney Ferreira é jornalista, gestor do Núcleo Diálogos do Itaú Cultural e responsável pelo Rumos Jornalismo Cultural.

Premiação

Entre outros benefícios, os estudantes selecionados terão participação exclusiva no Laboratório On-Line de Jornalismo Cultural em 2010, com bolsa mensal e orientação de um editor de cultura, com o objetivo de realizar uma matéria especial na categoria em que inscreveu a reportagem selecionada, para ser publicada na revista multimídia “:singular”como na edição passada. Além disso, os estudantes e as bibliotecas das respectivas faculdades receberão livros sobre jornalismo e cultura.

Já os professores selecionados, participarão de um Fórum Virtual com a proposta de fazer um mapeamento nacional do ensino de jornalismo on-line. A exemplo da edição passada, quando foi realizado um mapeamento do ensino de jornalismo cultural no país, a pesquisa realizada no ano que vem também será publicada em livro. E assim como os estudantes, esse grupo também receberá livros sobre jornalismo e cultura, entre outros benefícios.

Rumos

Criado em 1997, o Rumos Itaú Cultural tem como objetivo incentivar a criação artística e intelectual brasileira. O programa mapeia talentos nas diversas áreas de expressão e do conhecimento, apoia a formação dos contemplados e promove a articulação entre eles e os diversos agentes envolvidos – pesquisadores, jornalistas, formadores de opinião, curadores, artistas, técnicos. Além disso, emprega recursos para a produção e difusão de suas obras, por meio de exposições, CDs, publicações impressas e virtuais, espetáculos e outros produtos, de modo a contribuir para a reflexão sobre a realidade artística e cultural do país.

O Rumos Jornalismo Cultural, em sua terceira edição, reitera a importância de identificar um caminho para a melhor compreensão dos papeis e das funções da mídia, da academia e das instituições culturais no jornalismo cultural brasileiro. O seu foco se mantém na promoção da reflexão sobre a formação do jornalista de cultura e sobre a prática desse tipo de jornalismo na contemporaneidade.

Fonte: Assessoria de Imprensa Itaú Cultural

Nenhum comentário: